A aveia tem vindo a ganhar cada vez mais importância, não apenas por crescer em solos mais pobres, mas também por apresentar uma enorme riqueza nutricional, destacando-se dos outros cereais por conter grandes quantidades de proteína, amido, ácidos gordos insaturados e fibras alimentares, especialmente a betaglucana, que confere múltiplos benefícios para a saúde:

  • Reduz o colesterol: vários artigos referem que as fibras presentes na aveia, nomeadamente a betaglucana, reduzem o colesterol no sangue. A Food and Drug Administration afirmou que uma ingestão de 3g de betaglucana proveniente da aveia pode reduzir o risco de doenças cardíacas.
  • Controla o peso: Um estudo, publicado em 2016, verificou que o consumo de aveia prolonga a saciedade devido à fibra betaglucana que atrasa o esvaziamento gástrico e o trânsito intestinal;
  • Regula a glicémia: a aveia permite regular os níveis de glicose no sangue devido ao seu baixo índice glicémico. Por outro lado, este cereal ajuda a retardar o esvaziamento gastrointestinal, o que faz com que a absorção dos açúcares seja mais lenta, diminuindo a ocorrência de picos de glicémia.
  • Combate a obstipação: a fibra presente neste cereal permite regular a taxa de digestão e absorção dos nutrientes e serve como substrato para a microflora do intestino, evitando, assim, a obstipação;
  • Propriedade anticancerígena: estudos demonstraram que as fibras presentes na aveia, têm propriedades anticancerígenas responsáveis por reduzir o risco de cancro no cólon;
  • Propriedade antioxidante: a aveia é rica em compostos fenólicos que permitem proteger o organismo contra a ação de substâncias tóxicas designadas de radicais livres;
  • Regula a pressão arterial: os antioxidantes presentes na aveia também estão envolvidos na regulação da pressão arterial, pois produzem um potente vasodilatador designado de óxido nítrico que permite dilatar os vasos sanguíneos, melhorar o fluxo sanguíneo e evitar a formação de coágulos sanguíneos.

 

Referências bibliográficas:
1. Rebello CJ, O’neil CE, Greenway FL. Emerging Science Dietary fiber and satiety: the effects of oats on satiety. 2016 [cited 2018 Nov 23]; Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4757923/pdf/nuv063.pdf
2. Rasane P, Jha A, Sabikhi L, Kumar A, Unnikrishnan VS. Nutritional advantages of oats and opportunities for its processing as value added foods-a review. 2015 [cited 2018 Nov 23];
Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4325078/pdf/13197_2013_Article_1072.pdf