Comer Frutos Oleaginosos (FO) , isto é, nozes, amêndoas, pinhões, avelãs, cajus e castanha do pará, está na moda e ainda bem! 

Tal como o nome indica, todos os FO têm em comum o fato de serem muito ricos em gordura (“óleo”) vegetal de elevado valor nutricional. O fato dos FO terem um elevado teor em gordura, faz com que, este grupo de alimentos, tenha, consequentemente, um elevado valor energético. Cada 100g de FO tem, em média, cerca de 600 a 700 calorias.

No entanto, não é por um alimento ter uma elevada densidade calórica, que o torna inadequado para consumo. O cuidado que se deve ter, é controlar as quantidades ingeridas.

Por outro lado, os FO fornecem também poderosos anti-oxidantes, tais como o selénio, substâncias protetoras do corpo contra a agressão dos radicais livres.

Para usufruir dos benefícios dos FO, estes devem ser consumidos no seu estado mais natural, por exemplo, miolo de noz, miolo de amêndoa, etc.. Versões torradas, fritas, com sal, piripiri, etc., não são adequadas para um consumo frequente. Entre os principais benefícios, destacam-se:

  • Opção alimentar orgânica e não processada;
  • A gordura contida nos FO melhora o perfil lipídico do sangue (redução do colesterol);
  • Previnem doenças degenerativas cerebrais, como Alzheimer e Parkinson;
  • Melhoram as faculdades mentais no geral (memória e concentração);
  • Efeito anti-inflamatório;
  • Redução da incidência de doenças cardíacas;
  • Controlo de apetite.

Desta forma, do ponto de vista de uma alimentação saudável, e tendo em conta as necessidades energéticas da média da população, deve-se consumir 1 a 2 punhados, pouco cheios, de FO diariamente, especialmente entre as principais refeições a complementar alimentos como fruta, iogurtes e/ou flocos de aveia.

 

Phive Nutrition